Bangkok

Tailândia

Fevereiro/março 2014

QUANTOS DIAS E ONDE FICAR

 

Três noites – Hua Chang Heritage Hotel

 

O hotel fica bem na parte moderna de Bangkok, sendo necessário pegar taxi para ir até a parte antiga. Porém, é um excelente hotel, ótimo atendimento e um dos melhores – se não o melhor - café da manhã que já tomei na minha vida! Tinha tanto a opção de café da manha ocidental, como o maravilhoso café da manha tailandês, com todo seu charme e mesclas de diferentes sabores.

BANGKOK

 

Capital da Tailândia, Bangkok abrigava a residência oficial do rei Bhumibol Adulyadej. Adorado pela população, o Grande, como era chamado, foi chefe de estado e monarca com mais tempo de reinado (mais que a Rainha Elizabeth II!). A Tailândia foi o único país asiático que conseguiu manter sua independência frente as invasões inglesas e francesas, o que favoreceu, e muito, no crescimento e intensidade da contagiante tradição tailandesa. Influenciada primeiramente pela Índia, o budismo é muito forte no país: mais de 94% da população é budista, refletindo na identidade, arquitetura, modo de vida e cultura de todo um país que conta com mais de 40 mil templos. Curiosamente, hoje o budismo é mais contundente na Tailândia que na própria Índia. Povo muito hospitaleiro e alegre, o lema dos tailandeses é “Sanuk, Sabai e Saduak”, que significa “ser feliz, ficar tranquilo e contentar-se com aquilo que a vida oferece”. Sem dúvidas, Bangkok é uma cidade fascinante e cheia de contrastes. Cores vibrantes, aromas, muito barulho, agito e monges. Templos centenários imersos no caos urbano. Não é a toa que Bangkok é um dos destinos turísticos mais visitados do mundo, e estima-se que este ano, mais pessoas visitarão Bangkok que Londres!

 

DICAS E CURIOSIDADES

 

A cidade de Bangkok possui o nome mais comprido do mundo, com 169 caracteres ao todo. Bangkok é só uma espécie de apelido, o nome oficial é Krungthepmahanakhon Amonrattanakosin Mahintharayutthaya Mahadilokphop Noppharatratchaniburiron Udomratchaniwetmahasathan Amonphimanawatansathit Sakkathattiyawitsanukamprasit.

 

Tuk Tuk

 

Tuk Tuk é uma espécie de moto com um

carrinho atrás que cabem duas ou três pessoas sentadas. É colorido e divertido. Porém, não aconselho muito usar este meio de transporte, tendo em vista que não raramente os motoristas te levaram para alguma loja ou restaurante de algum familiar para você gastar um pouco do seu dim dim. Mas, assim, é divertido! Ande pelo menos uma vez :)

Taxi

 

As corridas de taxi em Bangkok são bem baratas, muuito mais que no Brasil. Mas preste atenção: sempre peça para ser ligado o táximetro e certifique-se que este foi ligado! As vezes eles irão negar, e dizer que não vão ligar o táximetro de jeito nenhum! Isso aconteceu uma vez comigo. Depois de tentar uns quatro taxis diferentes, e nenhum querer ligar o táximetro, o jeito foi fechar um preço em conta para a corrida (que continua sendo ainda muito mais barato que no Brasil). De qualquer forma, sempre que possível, opte pela boa e velha caminhada. O trânsito de Bangkok é infernal!

 

Sim Card

 

Logo que você sair da área desembarque no aeroporto de Bangkok, haverá varias lojinhas de empresas telefônicas. É só ver os planos e escolher o que mais se encaixa nas suas necessidades! Me lembro de ter comprado um chip com internet ilimitada bem em conta!

 

Templos

 

No post geral sobre a viagem eu já alertei sobre como se vestir no templos, mas não custa dizer outra vez: é proibido estar com ombros, peitos e pernas de fora. Caso você não esteja vestido corretamente, poderá alugar uns pedaços de pano nas entradas dos templos (alguns templos não cobram nada).

 

Sola dos pés

 

Ao ajoelhar-se ou sentar-se nos templos, cuidado para não ficar com a sola dos pés virada na direção de alguma imagem do Buda. Isso é extremamente ofensivo e desrespeitoso para os tailandeses, e inclusive todos os asiáticos. Na verdade, eles consideram mostrar a sola dos pés desrespeitoso em qualquer situação, pois é considerada a parte mais vil e impura do corpo.

Casas de espíritos

 

Calma! Não tem qualquer relação com assombração, atração turística de terror ou algo do tipo. As Casas de Espírito (Saan Phra Phum) são na realidade mini templos postos a frente ou logo ao lado das residências tailandesas e em prédios e casas comerciais. Elas têm o intuito de abrigar espíritos e oferecer proteção. Estas Casas de Espíritos são geralmente do tamanho de uma casa de passarinho, imitam a arquitetura dos templos e é sempre proporcional a riqueza e tamanho da propriedade. Esta tradição é muito comum e pode ser vista praticamente em todo o lugar, desde as casas na periferia do mercado flutuante, como no meio de Bangkok!

O QUE FAZER

 

Khao San Road

 

Esta rua, localizada na parte antiga da cidade, apenas a poucos minutos de distância do Grande Palácio e do What Pho, é abarrotada de bares, restaurantes, lojinhas e barracas. Aqui, encontra-se de tudo, mesmo! Desde de insetos, até “lojas” que fazem identidade falsificada de todo o mundo e cocares de índios. É um lugar muito descontraído, cheio de jovens tomando cerveja nos diversos bares com mesas espalhadas pela calçada. Muitos albergues ficam na região, que inclusive tem uma excelente localização. Ótima escolha para relaxar, conversar, ir a um bar a noite, ver o movimento, comer uns insetos e comprar algo por impulso que você nunca vai usar (como um cocar de índio). Inclusive, quanto aos insetos, recomendo pedir uma cerveja para acompanhar o potinho de grilo frito e tomar cuidado com os escorpiões: algumas pessoas manifestam algum tipo de alergia quando o ingerem! Outra dica da Khao San Road é a possibilidade de comprar passeios e atrações, como ida ao mercado flutuante ou para ver alguma luta de boxe tailandês, em uma das várias lojas que oferecem o serviço!

Khao San Road Bangkok
Khao San Road Bangkok
Khao San Road Bangkok
Khao San Road Bangkok
Khao San Road Bangkok
Khao San Road Bangkok
Khao San Road Bangkok

Rambutri Street

 

A rua Rambutri fica paralela a Khao San Road, e diferente desta última, mais caótica e exótica, Rambutri é onde se concentram as lojas, restaurantes e bares mais charmosos, arrumadinhos e gostosos da região. Mais colorida e arborizada que a famosa Khao San Road, esta rua também conta com diversos bares e restaurantes com mesas espalhadas pela calçada, além do toque especial de pequenas luminárias de papel colorido acesas durante a noite. Dizem que esta rua lembra muito como Bangkok costumava ser antes da invasão pelos arranha-céus.

 

Grande Palácio Real – Phra Borom Maha Ratcha Wang

 

No coração da cidade antiga de Bangkok, as margens do Rio Chao Phraya, encontra-se o Grande Palácio Real de Bangkok. Antiga residência real, este palácio foi construído no mesmo ano em que Bangkok virou a capital do então Reino de Sião, que mais tarde viria a se tornar a Tailândia. O Grande Palácio Real serviu como residência do Rei de Sião de 1782 até 1925. Somente em 1946, com a assunção ao poder pelo atual rei Bhumibol Adulyadej, que a residência da família real foi transferida para o Palácio Chitralada. Entretanto, alguns atos oficiais ainda são realizados no local. Essa verdadeira obra arquitetônica é na realidade um complexo de mais de 100 templos, prédios, capelas, palácios e jardins, espalhados em uma área de mais de 200 mil metros quadrados, cercados por 1,9 km de muros. As construções em sua grande maioria possuem telhados típicos tailandeses, muitas cores e uma riqueza impressionante em detalhes. É um lugar maravilhoso, impressionante e quase um pecado não ir! 

 

Horário de funcionamento: Aberto todos os dias das 8:00 até 15:30

Dica

 

Para entrar no Grande Palácio Real não é preciso alugar nenhum “pedaço de roupa”, pois logo na entrada têm a possibilidade de se pegar emprestado! É claro que de qualquer maneira, é preferível já ir vestido corretamente!

Bangkok Palácio Real
Bangkok Palácio Real
Bangkok Palácio Real
Bangkok Palácio Real
Bangkok Palácio Real
Bangkok Palácio Real
Bangkok Palácio Real
Bangkok Palácio Real
Bangkok Palácio Real
Bangkok Palácio Real

Templo do Buda de Esmerala - Wat Phra Kaeo

 

O Grande Palácio Real abriga o famoso Templo do Buda de Esmeralda (Wat Phra Kaeo). Dentro deste templo, encontra-se o Buda de Esmeralda, que na realidade é esculpido em uma única pedra de jade pura, com 66 cm, e posicionado no alto de um trono dourado de 10m de altura. Alguns dizem que é o símbolo religioso mais precioso da Tailândia, tendo sido perdido durante anos e anos, até ser reencontrado no século XV.

 

Ps: a foto do Buda foi tirada de fora do templo, com o uso precioso de um zoom muito poderoso! Digo isto pois é proibido o uso de câmeras fotográficas ou filmadoras dentro do templo.

 

Horário de funcionamento: Aberto todos os dias das 8:00 até 15:30

Bangkok
Bangkok
Bangkok

Templo do Buda Deitado – Wat Pho

 

Um dos templos mais antigos de Bangkok, Wat Pho possuiu milhares de estátuas, porém a mais impressionante de todas, sem dúvida alguma, é a enorme Estátua do Buda Deitado: são 43 metros de comprimento e 15 metros de altura folheados a ouro e esculpidos na forma de um Buda deitado de lado. Nas solas de seus pés estão gravados 108 símbolos auspiciosos do budismo. Os símbolos auspiciosos são símbolos religiosos que representam o caminho a ser seguido pelo budista para alcançar a iluminação. Cento e oito é a quantidade de ações positivas que levaram Buda a perfeição :) Outra atração interessante deste templo é a tradicional e mais antiga escola de massagem tailandesa, tornando o lugar perfeito para receber a famosa massagem tailandesa depois de andar e andar o dia todo pelos templos!

 

Ah! Fica pertinho do Grande Palácio Real, cerca de 900 metros!

 

Horário de Funcionamento: 08:00 às 18:30

 

Clique aqui para acessar o site oficial.

 

 

What Pho Bangkok
What Pho Bangkok
What Pho Bangkok
What Pho Bangkok
What Pho Bangkok
What Pho Bangkok

Enfim, Bangkok tem mais de 3.000 templos (aham!), destacando-se ainda o Templo do Amanhecer (Wat Arun), o Templo de Marmore (Wat Benchamabophit) e o Templo do Buda de Ouro (Wat Traimit). Não tive tempo, e na realidade nem muita curiosidade (três templos já estão de bom tamanho. Não?), de visitar estes outros templos. Mas acredito que quem tiver mais interesse e tempo, estes outros citados acima também sejam interessantes!

 

Chinatown

 

Assim como outras grandes cidades, Bangkok também possui a sua Chinatown. É uma área animada, repleta de barracas de comida na rua, lojinhas, restaurantes, iguarias e barulho. Sinceramente eu não achei o lugar muito atraente. Muita sujeira e confusão. MAS, para quem quiser se aventurar, fica na Yaowarat Rd.

Mercado Flutuante - Damnoen Saduak

 

Apesar de ser conhecido como o mercado flutuante de Bangkok, Damnoen Saduak está na realidade há cerca de 1 hora e meia de carro de Bangkok. Sendo assim, o ideal é sair bem cedinho de Bangkok para chegar em Damnoen Saduak por volta das 9 da manhã (ou até mais cedo!), onde o verdadeiro mercado flutuante acontece: frutas, peixes, verduras, insetos, iguarias, água de coco e lanchinhos deliciosos sendo vendidos diretamente em gôndolas pelo canal! Uma boa idéia é tomar o café da manhã lá mesmo! Conforme a manhã vai passando, quase toda a comida é substituída por esculturas, quadros, roupas, artesanatos, pulseiras, cobra viva para colocar no pescoço (eu coloquei :)), e é claro, um pouco de comida ainda. O passeio pode ser feito em gôndolas (e paga-se a mais por isso) ou a pé mesmo pelas bordas do canal. Ao longo do trajeto é possível ainda observar casas de moradores (com as casas de espíritos!), que inclusive tomam banho no canal (sim! Eu vi um!).

 

Ps: tomar cuidado na hora de comprar o passeio pois existem muitos mercados flutuantes na região de Bangkok. Damnoen Saduak é o principal.

Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok
Mercado Flutuante Bangkok

Mercado Chatuchak

 

Maior mercado a céu aberto da Tailândia e um dos maiores do mundo, este mercado tem mais de 15 mil barracas, divididas em 27 seções que vendem de T-U-D-O. Os preços são uma tetéia e é um bom local para provar comida típica de rua e comprar lembracinhas. Lembrando que a verdadeira “magia” só ocorre nos fins de semana.

Horário de funcionamento: Finais de semana das 06:00 às 18:00.
 

Algum mercado de Bangkok

 

Eu não me lembro mais que mercado foi esse, nem se fazia parte do Chatuchak ou não (acho que não). Apenas me lembro que era o principal mercado público de Bangkok. Foi uma experiência bem interessante: era cabeça de porco para um lado; sapo cortado ao meio ainda vivo do outro; peixes sendo vendidos ainda vivos, com o mínimo de água possível em uma bandeja; etc. As fotos vão explicar mais um pouco:

Mercado de rua Bangkok
Mercado de rua Bangkok
Mercado de rua Bangkok
Mercado de rua Bangkok
Mercado de rua Bangkok
Mercado de rua Bangkok
Mercado de rua Bangkok
Mercado de rua Bangkok
Mercado de rua Bangkok
Mercado de rua Bangkok

Luta de muay thai - Lumpinee Boxing Stadium

 

O muay thai, ou boxe tailandês, é uma das artes marciais mais antigas do mundo e nasceu há mais de mil anos na Tailândia, tornando-se é claro, o esporte mais praticado no país. A naja é o símbolo representante do muay thai, pois assim como a cobra, os lutadores devem ser velozes, precisos e ter um ótimo reflexo. Alguns lutadores inclusive bebem sangue de naja antes de lutas importantes. É comum os lutadores entrarem no ringue com um colar de flores no pescoço, geralmente de jasmim, que é dado de presente como uma espécie de amuleto da sorte. Outra peculiaridade deste esporte é o fato de uma música, chamada de sarama, ficar tocando desde o início, até o fim do combate.

 

É uma experiência no mínimo interessante. É engraçado e curioso presenciar a empolgação da platéia, a preocupação dos técnicos e a gritaria dos apostadores. O único detalhe é que se não tiver alguma luta importante (como foi nosso caso), vai ficando cansativo com o tempo (são umas 4 horas). O preço dos ingressos variam de 60 a 2.000 baths, sendo que os turistas normalmente compram o segundo que é uma espécie de camarote: são as primeiras fileiras de cadeiras na frente do ringue, do lado dos treinadores, com garçom oferecendo bebidas e comidinhas.

 

Compramos os ingressos diretamente no hotel, mas é possível fazê-lo também na Khao San Road ou na bilheteria do próprio estádio.

Bangkok
Bangkok
Bangkok
Bangkok

Lumpini park

 

Nomeado em homenagem ao local de nascimento de Buda, o Parque Lumpini é uma imensa área verde no centro de Bangkok. É um ótimo lugar para relaxar, passear, alugar um pedalinho, praticar algum esporte, etc. Todo mês, no último domingo, há atividades budistas, organizadas e realizadas por monges. Outro atrativo interessante do parque é o festival de música que ocorre todo domingo, de fevereiro a abril :)

Mercado das Flores - Pak Klong Talad

 

São ruas inteiras (além de um galpão enooorme) repleto de flores, flores e mais flores! Tem de todo tipo, espécie, cor e tamanho. As cores são muito vívidas e o cheiro de flor emana por todos os lados. Para quem gosta de flores, imagino que seja o paraíso :)

Mercado das flores Bangkok
Mercado das flores Bangkok
Mercado das flores Bangkok
Mercado das flores Bangkok
Mercado das flores Bangkok
Mercado das flores Bangkok
Mercado das flores Bangkok

RESTAURANTES E BARES

Vertigo e Moon Bar

 

Localizados no último andar (61º) do Banyan Tree Hotel, este restaurante e bar contam com uma vista de 360 graus da cidade de Bangkok. É um dos poucos rooftops do mundo que não possuem qualquer tipo de cobertura, o que torna o local muito especial, sendo que NADA bloqueia a linda vista para a cidade. Para quem deseja presenciar um pôr do sol memorável enquanto desfruta de um drink, esse é o local! Não preciso dizer que quem tem medo de altura nem deve cogitar ir, certo?

 

É necessário fazer reserva para o restaurante, sendo que pode ser feito diretamente pelo site.

 

Horários: Aberto diariamente.

               Moon Bar: 17:00 às 1:00.

               Vertigo: 18:00 às 23:00.

 

Traje: smart casual.

 

21/100 South Sathorn Road, Bangkok 10120, Tailândia

Sirocco e Sky Bar

 

Para quem achava que não poderia ficar mais alto, o restaurante Sirocco e Sky Bar, ficam no 64º andar do Lebua Hotel, sendo o mais alto bar ao ar livre do mundo. É neste restaurante que foram gravadas cenas do filme “Se beber, não case Parte II”. Inclusive, há um coquetel chamado “Hangovertini” em homenagem ao filme. E já que estamos falando do filme, pode ficar tranquilo que Bangkok não é tão suja, nojenta e caótica como mostra o filme (pelo menos não nos lugares mais turísticos :)). Voltando ao Sirocco e Sky Bar, na minha humilde opinião, nem a comida e muito menos o preço do restaurante são agradáveis: a comida é ok, talvez um pouco artística de mais e saborosa de menos; o preço é uma loucura. Assim, quem deseja conhecer o local sem ser “chiquemente” assaltado, sugiro ir somente ao bar que é bem animado e possui uma vista mais privilegiada (não é necessário reserva para o bar).

 

Horários: Aberto diariamente.

               Sirocco: 18:00 à 01:00.

               Sky Bar: 18:00 à 01:00.

 

Traje: smart casual.

 

Acesse aqui o menu do Sirocco. 

 

The Dome at lebua 63rd floor, 1055/42 Silom Road, Bangrak, Bangkok 10500, Tailândia

Nahm

 

Este sofisticado e autêntico restaurante tailandês localizado dentro do Metropolitan Hotel está entre os 50 melhores restaurantes do mundo. Os preços são altos para o padrão tailandês, porém “normais” para os padrões brasileiros de bons restaurantes. Vale a visita, com toda a certeza!

 

Ps: não se esqueça de fazer a reserva com certa antecedência. É posível fazer a reserva diretamente pelo site.

 

Horário: Almoço: Segunda – Sexta 12:00 às 14:00.

             Janta: Diariamente das 19:00 às 22:30.

 

Acesse aqui o menu. 

 

27 South Sathorn Road, Thung Maha Mek, Sathon, Bangkok 10120, Tailândia

 

Le normandie

 

Para quem está um pouco cansado da comida tailadandesa, o restaurante francês Le Normadie é uma boa opção. O restaurante fica no alto do hotel Mandarin Oriental com vista para o rio Chao Phraya. Porém, infelizmente atualmente encontra-se em reforma e será reaberto em dezembro deste ano (2015).

 

Rambutri Street e Khao San Road

 

Já falei destas duas ruas anteriormente, mas vale a lembrança que ambas possuem ótimas opções de restaurantes e bares mais animados e com a cara da antiga Bangkok! Duas dicas especiais na Rambutri: Bombay Blues e Madame Musur.

 

COMO CHEGAR

 

Como dito neste post, estávamos em Koh Tao antes de ir para Bangkok. A viagem de ferry de Koh Tao para Chumphon dura em torno de 1 hora e 45 minutos e custa 1.200 baths o adulto ida e volta. A parte terrestre, de Chumphon para Bangkok, fizemos em uma van particular pela empresa Bangkok Airport Limousine. A viagem de Chumphon para Bangkok leva cerca de 5 horas e custou 1.315 baths (R$ 700) para 5 pessoas, ida e volta.

 

Para mais detalhes sobre as timetables dos ferrys e outras informações, acesse aqui o post de Koh Tao e vá em "Como Chegar".

MAPA

Mapa Bangkok

Fim :)

Alguma dúvida ou comentário? Mande um direct!

  • Instagram

INSPIRE-SE

CARIBE
dicas de lugares incríveis no Caribe
ÁSIA
dicas de lugares incríveis na Ásia
AMÉRICAS
dicas de lugares incríveis nas Américas
ÁFRICA
Dicas de lugares incríveis na África
EUROPA
Dicas de lugares incríveis na Europa
ORIENTE MÉDIO
Dicas de lugares incríveis no Oriente Médio
Show More