Berlim

Alemanha

 

Junho 2014

Muro de Berlin

QUANTOS DIAS E ONDE FICAR

 

Quatro noites - Smartloft Apartments and Art (apartamento muito bem localizado e muito bom)

 

DICA

 

Vá ao Mauerpark no Domingo!

 

A CIDADE

 

A muito tempo eu estava curiosa para conhecer Berlim. Muitas pessoas me diziam que era uma cidade imperdível e que eu iria adorar! Mas talvez por um pouco de “trauma” que fiquei quando visitei Auschwitz - Cracóvia, pensei que poderia ser mais uma cidade triste, marcada pela guerra, tanto fisicamente quanto (e principalmente) psicologicamente. Fico feliz em dizer que estava completamente errada! É claro que os principais pontos turísticos (que são em sua esmagadora maioria ligados diretamente com a Segunda Guerra Mundial) o fazem ser transportado para os piores anos da história de Berlim, e por que não dizer, do mundo. Mas por outro lado é uma cidade vívida, artística, jovem e com uma energia contagiante. Sem sombras de dúvidas é uma das cidades que mais gostei de visitar e pretendo voltar em breve.

 

Para se ter uma breve noção dos estragos gerados à cidade pela Segunda Guerra Mundial, assista o vídeo abaixo. O vídeo, de julho de 1945 (logo após o fim da guerra), retrata os esforços dos cidadãos de Berlim para reconstruir a cidade e principalmente os danos causados na famosa Avenida Unter Den Linden, mostrando o Portão de Brandenburgo, o Parlamento Alemão, a Catedral de Berlim, a Potsdamer Platz e até um pouquinho do Tiergarten. 

 

MITTE

 

A melhor região para se hospedar, visitar galerias de arte, achar um bar descolado, aproveitar um passeio despretensioso, tomar um café da tarde (ou manhã), ir a parques e sentir o estilo de vida berlinense, sem sombra de dúvida é o Mitte, mais precisamente a parte que fica entre a Alexanderplatz e o Mauerpark.

 

Em minha humilde opinião, a área onde se concentra os principais pontos turísticos, como Berliner Dom, Portão de Brandenburgo, Parlamento, Memorial do Holocausto, Potsdamer Platz, Museu dos Judeus e a Ilha dos Museus é meio sem graça. Mas calma, deixa eu explicar meu ponto de vista: é claro que ir a Berlim é quase que obrigatório (talvez seja totalmente) conhecer os principais pontos turísticos que fazem parte da história tanto de Berlim como do mundo. Porém, esta parte da cidade tem muito em comum com outras cidades-museus da Europa: grandes e imponentes monumentos, museus e avenidas. Isso eu já esperava encontrar em Berlim. O que eu não esperava encontrar, e o que eu acho que realmente se destaca na cidade, é a forma alegre e artística que encontraram de “esquecer” a guerra, e isso você encontra principalmente na região de Mitte.

Mitte Berlin
Mitte Berlin

O QUE FAZER EM BERLIN

 

São diversas as atracões em Berlim. Abaixo estão os principais pontos turísticos e algumas observações minhas a respeito.

 

Portão de Brandenburgo

 

Provavelmente é o monumento mais conhecido de Berlim. Antiga porta da cidade, foi construído em 1789 a mando do então rei da Prussia como um sinal de paz e hoje é o símbolo da prosperidade e unificação alemã. Sofreu muitos danos durante a Segunda Guerra Mundial, tendo sido reformado em 2000.

Berlim
berlim

Reichstag (Parlamento Alemão)

 

Sua construção terminou em 1894, e possuindo mais de um século de existência, foi sede do governo alemão em duas guerras. Possui uma cúpula de vidro (Bundestag) e um terraço aberto a visitação.

Potsdamer Platz

 

Antigo centro da cidade, esta região foi dizimada durante a Segunda Guerra Mundial e era um dos pontos por onde passava o Muro de Berlim. Hoje é uma área super desenvolvida de Berlim com prédios modernos e é onde está localizada a Sony Center: um complexo de lazer com cinema, restaurantes, bares, escritórios, lojas, arte e até suítes de luxo para alugar. Assim como no Checkpoint Charlie, é possível carimbar o passaporte com os antigos carimbos dos postos de fronteiras que dividiam a Alemanha Ocidental e Oriental. Ps: tentei e tentei achar o lugar onde se carimba o passaporte aqui e não consegui achar!

Checkpoint Charlie

 

Apesar de existirem diversos outros postos militares de passagem entre a Alemanha Ocidental e Oriental, este se tornou um símbolo da Guerra Fria. Aqui também é possível carimbar seu passaporte com os carimbos usados durante a construção do muro na transposição de uma Alemanha a outra.

 

Memorial do Holocausto

 

Próximo ao Portão de Brandenburgo fica este interessante memorial em homenagem aos judeus mortos durante o Holocausto. Ao todo, são 2.711 blocos de concreto de diferentes tamanhos postos paralelamente em uma área de 19 mil metros quadrados.

Memorial do Holocauto Berlim
memorial holocausto

Muro de Berlim – East Side Gallery

 

O Muro de Berlim percorria aproximadamente 150 quilômetros, dividindo a Alemanha Ocidental da Alemanha Oriental. Foi construído pela República Democrática Alemã (ou Alemanha Oriental) na madrugada de 13 de agosto de 1961 sem aviso prévio a população, o que fez com que familiares e amigos fossem separados por 28 anos. A nova fronteira era patrulhada 24 horas por dia e os soldados recebiam ordem de atirar para matar quem quer que tentasse fugir para a Alemanha Ocidental. 

Em várias partes da cidade é possível ver pedaços do Muro de Berlim, afinal o muro se estendia por mais de 43 quilômetros na região metropolitana, separando a cidade de ponta a ponta. Porém, o chamado “East Side Gallery” é o trecho mais extenso do que restou do muro, formando um paredão de 1,3km com as mais diversas e divertidas pinturas.

muro de berlim
Muro de Berlim
Muro de Berlim
Muro de Berlim
Muro de Berlim
Muro de Berlim

Ilha dos Museus

 

Para quem gosta de museus eu acredito que este seja quase o paraíso. São ao todo cinco museus: Museu Novo, Museu Antigo, Museu Pergamon, Galergia Nacional Antiga e o Museu Bode. Eu não visitei nenhum museu (particularmente eu não sou muito fã de museus), então não posso indicar nenhum em especial, porém o Museu Pergamon é o museu mais visitado de Berlim, isso deve significar alguma coisa.

 

Bendlerblock (Local onde Stauffenberg foi executado)

 

Sabe o filme “Operação Valquíria” onde o Tom Cruise organizou um atentado a bomba contra Adolf Hitler e o regime nazista? Então, neste filme Tom Cruise estava interpretando Claus von Stauffenberg. Para quem ainda não assistiu o filme, a operacão fracassou e Stauffenberg foi fuzilado no pátio do prédio Bendlerblock em Berlim. Isso sim é o tipo de “museu” que eu gosto!

 

Bunker de Hitler

 

Muito procurado pelos visitantes de Berlim é o Bunker de Hitler, onde o líder nazista, conforme conta a história, passou seus últimos dias, até o seu suicídio em 30 de abril de 1945. Infelizmente ou felizmente (depende do ponto de vista), o Bunker foi destruído e hoje há no local apenas um painel informativo. Fica na esquina entre as ruas Gertrud-Kolmar Strabe e In den Ministergarten (entre o Memorial do Holocausto e a Potsdamer Platz)

 

Berliner Dom (Catedral de Berlim)

 

Fica na ilha dos museus e é impossível não repará-la com seu jardim logo a frente.

berliner dom

Museu dos Judeus

 

Este museu tem uma forma peculiar e conta a história do judaísmo.

museu dos judeus

RUAS E PRAÇAS

 

Mauerpark

 

Como falado no início, se você é jovem (ou pelo menos se sente jovem) e quer passar um domingo divertido e memorável, VÁ A ESTE PARQUE NO DOMINGO! Ele não é um parque bonito, não tem muito verde e o chão/grama é até um pouco sujo, MAS, em cada canto do parque há artistas independentes desenvolvendo todo tipo de arte: há bandas, cantores solos, mágicos, acrobatas, o famoso karaôke e inclusive uma feira que vende desde liqüidificador até quadros, óculos, roupas, comida e bebida. Há ainda crianças andando de bicicleta, jogando basquete e grupos fazendo piquenique! Um verdadeiro espetáculo! Parte do Muro de Berlim passava bem pelo meio deste parque, o que explica seu nome: Mauerpark significa “Parque do Muro”. É inexplicável presenciar com os próprios olhos uma área onde antes era chamada de “faixa da morte” se transformar em um lugar tão alegre e positivo.

Mauerpark Berlim
Mauerpark Berlim
Mauerpark Berlim
Mauerpark Berlim
Mauerpark Berlim
Mauerpark Berlim
Mauerpark Berlim
Mauerpark Berlim

Tiergarten

 

Chamado de “o pulmão de Berlim”, com seus 2,1 quilômetros quadrados, este parque é o maior da cidade e tem seu início logo em frente ao Portão de Brandenburgo. É um ótimo parque para alugar uma bicicleta e desbravar seus inúmeros caminhos. Muitas pessoas se reúnem para fazer um piquenique, correr, ler um livro, passear com o cachorro, fazer churrasco....Quando estiver em Tiergarten não deixe de ir ao Café am Neuen See (falarei dele mais adiante)!

 

Wienbergsweg

 

Esta rua é muito agradável. Possui um parque (onde quase sempre havia uma banda se apresentando ao vivo) e vários cafés e lojas interessantes como Café Fleury e a loja Superconscious. Ao fim da rua é possível avistar o aconchegante bar Mein Haus am See.

 

August Strabe e Linien Strabe

 

Para quem gosta de arte e galerias independentes, vale a pena a conferida nestas simpáticas ruas! Não deixe de conferir a KW Institute for Contemporary Art.

 

Oderberger Strabe

 

Para quem planeja ir ao Mauerpark no domingo, pegue a Choriner Strabe (ou a Kastanienallee) e vire na Oderberger Strabe. Esta rua é muito bonita e possui muitas opções de bares, cafés e restaurantes. É um ótimo lugar para comer ou beber algo antes ou depois de ir ao parque :) Me lembro ainda de ter sido parada nesta rua por um homem, com seus trinta e poucos anos, vestido de terno, perguntando se poderia declamar uma poesia para nós! A poesia era algo sobre um elefante apaixonado, fofo.

Berlim

Preenzlauer Berg e Kollwitzplatz

 

Preenzlauer é o “bairro da moda” de Berlim (e onde fica o Mauerpark), possui inúmeras opções de bares, cafés, restaurantes lojas e galerias. Não deixe de ir uma manhá passear nos arredores da Kollwitzplatz e tomar um delicioso café da manhá em um dos cafés da região. É uma área muito agradável e arborizada :)

 

Avenida Unter den Linden

 

Uma avenida extensa e larga que se prolonga desde o Portão de Brandenburgo até a ponte Schlossbrücke. Diversos monumentos encontram-se na Avenida Unter den Linden, como a Ópera de Berlim, o Neue Wache, o Museu histórico Alemão, o Palácio do Príncipe Herdeiro (Kronprinzenpalais) e o Palácio da Princesa (Prinzessinnenpalais). Se você andar um pouco mais adiante (passando pela ponte Schlossbrücke) é possível deparar-se ainda com a Ilha dos Museus e a Catedral de Berlim. Andando mais um pouquinho ainda fica a Alexander Platz. Lembrando que nas proximidades do Portão de Brandenburgo há o Memorial do Holocausto, o Parlamento Alemão, o parque Tiergarten e a Potsdamer Platz. Ou seja, ao caminhar por esta avenida e suas extensões você encontrará quase todos os pontos turísticos e históricos de Berlim.

 

Kurfurstendamm

 

Para quem adora andar em avenidas (ou ruas) e comprar (ou só ver mesmo) lojas de luxo de marcas exclusivas, esta é a sua avenida. Sinceramente eu não vejo muito atrativo em se deslocar até esta área de Berlim (é longe!) somente para fazer compras. A região de Mitte é repleta de lojas descoladas e diversificadas (há desde lojas que vendem camisetas e acessórios até alta costura e móveis), e sua grande maioria são de designers e fashionistas locais. MAS, cada um cada um, e se você quer muito ir a esta rua, ou estiver passando por ela despretensiosamente, não deixe de conhecer a “Igreja Quebrada” (Gedachtniskirche) que foi quase completamente destruída durante a Segunda Guerra Mundial e fica nesta região.

BARES RESTAURANTES E FESTAS

Biergarden's

 

Em tradução livre significa “jardim da cerveja”. São inúmeros Biergardens espalhados por Berlim, alguns mais legais que os outros, mas todos possuem o mesmo conceito: grandes mesas comuns dispostas em jardins a céu aberto onde é possível comprar cerveja (é claro) e pão com salsicha (deliciosos!) ou outra coisa gorda. O clima, nem preciso dizer, é sempre descontraído :)

Café am Neuen See

 

Este é um típico Biergarden que fica dentro do Tiergarten. É um ambiente bem amplo e super arborizado, contando com mesas e cadeiras de madeira e um lago onde é possível fazer um passeio de barco a remo. A noite são acesas diversas luzes que ficam dispostas em um “cordão” e são presas aos galhos das árvores. Faz parte do Café am Neuen See, além do Biergarden, um restaurante que fica aberto durante o ano todo (os Biergarden não funcionam no inverno).

bierganden BERLIN
Berlin
Berlin

Prater Garden

 

Outro Biergarden que vale a pena a parada para tomar um chopp!

 

Kastanienallee 7-9

 

Mein Haus am see

 

Com diversos sofás e poltronas espalhados pelo bar, este lugar é a cara de Berlim! Tem um estilo meio retro/descolado/artístico e da a sensação de aconchego. Possuem Dj/s, shows ao vivo e estão abertos 24 horas por dia e 7 dias por semana! Conforme o website : “It's not a bar, it's not a club, it's something sexier in between...”

 

Torstraße 125

Unsicht bar

 

Infelizmente não conseguimos mesa para jantar neste restaurante no escuro (sim, no escuro!). Logo na recepção (que é a única parte com iluminação) você recebe o cardápio e escolhe sua comida (ou para os mais aventureiros o “menu surpresa”). Em seguida você é guiado por um garçom cego até a sua mesa, que fica em um ambiente totalmente escuro. Dizem que é para aguçar o paladar e o olfato! Não sei se a comida é boa ou ruim, mas com certeza a experiência é única!

 

Gormannstraße 14

 

Café Fleury

 

Ótima opção de café para quem está pelas redondezas. Não se esqueça que na maioria dos cafés em Berlim você deve fazer os pedidos diretamente no “caixa” e então esperar por seu pedido na mesa.

 

Weinbergsweg 20

 

Biergarden's

 

Em tradução livre significa “jardim da cerveja”. São inúmeros Biergardens espalhados por Berlim, alguns mais legais que os outros, mas todos possuem o mesmo conceito: grandes mesas comuns dispostas em jardins a céu aberto onde é possível comprar cerveja (é claro) e pão com salsicha (deliciosos!) ou outra coisa gorda. O clima, nem preciso dizer, é sempre descontraído :)

 

É um bar com um deck de madeira voltado a um canal. As pessoas costumam ficar sentadas no chão do deck com o pé para o canal, ou nas mesas de madeira, conversando e curtindo uma música. Costuma ter Dj's, e conforme vai escurecendo, mas animado o ambiente fica, sendo considerado inclusive um bar/nighclub.

 

Am Flutgraben 1

Berlim
Berlim

White Trash

 

Este lugar é espetacular! Fica praticamente do lado do Club der Visionare. É um restaurante (famoso por seu cheesburguer), um nightclub, e ainda conta com um estúdio de tatuagem. Tem apresentações de bandas ao vivo no estilo rock'n roll/blues/punk/funk. É o lugar perfeito para se divertir, dançar, observar e conhecer novas pessoas. Tem que ir para entender!

 

Confira o site com a programação.

 

Am Flutgraben 2

white trash

Badeschiff

 

É uma piscina pública de tamanho considerável que fica dentro do rio Spree. A área possui também um deck de madeira, uma parte com areia e um bar onde serve-se bebidas. Se você for a Berlim no verão e não tiver receio de piscinas públicas, acho que pode ser interessante.

 

Eichenstraße 4

 

COMO CHEGAR

 

Seguindo de Bremem, foram 395 km (ou 4 horas) de estrada. Tenha paciência que uma hora chega! Como pode-se imaginar a estrada é ótima :)

 

MAPA

Mapa Berlim

Fim :)

Alguma dúvida ou comentário? Mande um direct!

  • Instagram

INSPIRE-SE

CARIBE
dicas de lugares incríveis no Caribe
ÁSIA
dicas de lugares incríveis na Ásia
AMÉRICAS
dicas de lugares incríveis nas Américas
ÁFRICA
Dicas de lugares incríveis na África
EUROPA
Dicas de lugares incríveis na Europa
ORIENTE MÉDIO
Dicas de lugares incríveis no Oriente Médio
Show More