Buenos Aires

Argentina

Junho/2015

 

ONDE FICAR E QUANTO TEMPO

 

Três noites – Poetry Building 

 

Localizado na Recoleta, os apartamentos do Poetry Building são muuuuito bons! Cada apartamento tem um design diferente (o nosso tinha varanda com mesinha e um terraço com duas espreguiçadeiras na parte de cima, por exemplo), e contam com arrumadeiras, wifi grátis, vinho de cortesia :) e uma horta no último andar onde pode-se pegar o que quiser! Tudo muito limpo e organizado!

 

 

A CIDADE

 

Prédios à la Europa em meio a ruas arborizadas repletas de ótimos cafés e restaurantes, lindos parques, alfajores, feiras ao ar livre, excelentes vinhos com preços mais excelentes ainda, carne (e que carne!), tango, charme (muito charme!)....Buenos Aires é tudo isso, e mais um pouco! À apenas duas horas de vôo direto de Florianópolis (duas horas e quarenta minutos de São Paulo), fica difícil não resistir a tentação de conhecer a “Paris da América Latina”. Apesar de eu achar essa comparação um pouco exagerada, não tem como negar que Buenos Aires possui de fato um ar europeu, porém com um temperinho latino americano.

 

Dicas

 

1. Cuide de seus pertences! Esteja sempre com celulares e carteiras bem guardados, bolsas e mochilas fechadas e grudadas ao corpo. Não deixe seus pertences em cima da mesa em um restaurantes com mesas na calçada. Se antes já eram comuns, infelizmente com a crise, os índices de furto aumentaram muito na capital.

 

2. Os taxistas lá são um perigo! Eles adoram dar uma “pequena” voltinha a mais, dar troco errado entre outras malandragens. Então, sempre esteja seguro do trajeto que irá fazer (consulte um mapa antes e saiba as ruas principais) e confira o troco!

 

3. Use e abuse de seus pés enquanto estiver em Buenos Aires! A cidade é ótima para se caminhar, pois, além de plana (as pernas agradecem), é linda! Use o taxi somente para se deslocar de um bairro a outro.

 

DOCUMENTAÇÕES

 

Basta apresentação do RG, não sendo necessário passaporte. Outros documentos de identificação, como a CNH, documentos militares, inclusive documentos emitidos pelos poderes Executivo, Legislativo ou Judiciário não são aceitos na imigração. E, para evitar qualquer tipo de problema, o RG deve estar em bom estado e ser relativamente novo, facilitando a identificação do titular (é bom não deixar ultrapassar o prazo de 10 anos).Também não é necessário qualquer visto para ingressar na Argentina. O tempo de permanência no país é concedida pelo oficial do serviço de imigração no momento de ingresso no país (geralmente 90 dias).

 

MOEDA

 

Pesos Argentinos.

 

Dica: existem muitos cambistas paralelos atuando em Buenos Aires, e apesar deste câmbio ser bem mais em conta que em pontos oficiais, para evitar fraudes e roubos, recomendo este tipo de transação somente por meio de indicações.

 

QUANDO IR

 

Buenos Aires tem as estações do ano bem definidas, com verões na média de 25ºC (podendo chegar a 30º, ou mais!) e invernos com média de 12ºC (chegando a 0ºC as vezes e chove bastante). Movimentada o ano inteiro e pertinho do Brasil, basta escolher sua estação favorita e comprar a passagem! Sem mistério :)

 

O QUE FAZER

 

Buenos Aires Design 

 

O shopping Buenos Aires Design fica no bairro da Recoleta, em frente a uma praça e do lado do famoso Cemitério da Recoleta. Basicamente, é um shopping pequeno que somente possui lojas de móveis e objetos para casa e que em seu segundo andar, oferece diversas opções de restaurantes com mesas ao ar livre (super agradável!) e um Hard Rock Café. Para quem gosta de decoração, design e afins é uma boa pedida! Para mais informações (sobre as lojas por exemplo) acesse o site oficial aqui.

 

Horários: Segunda-feira a Sábado | 10:00 às 21:00

               Domingo | 12:00 às 21:00

 

Cemitério da Recoleta

 

Por mais incrível e até sinistro que possa parecer, um cemitério em Buenos Aires é um dos pontos turísticos mais visitados pelos turistas. Não sei se pelo fato de os túmulos serem verdadeiras “obras de arte” esbanjando luxo e ostentação (sério, a maioria são enormes e muito mais altos que você), ou pelo fato de grandes celebridades argentinas estarem enterradas lá, como os ex presidentes Nicolás Avellaneda e Miguel Juárez Celman, o ganhador do Prémio Nobel de Química Luís Federico Leloir e a eterna “No llores por mí Argentiiiiina” Eva Perón, que inclusive recebe o posto de túmulo mais visitado. 

Floralis Generica

 

No meio da Plaza de las Naciones Unidas na Recoleta, fica este nada pequeno monumento metálico de 23 metros de altura em forma de flor, cujas pétalas se abrem durante o dia e se fecham durante a noite. Linda!

 

COMPRAS

 

Antes de mais nada, começo dizendo que Buenos Aires não está nos seus melhores dias. Com as importações de mal a pior e a economia indo por água abaixo, muitas lojas fecharam suas portas (principalmente de marcas internacionais). As que ainda permanecem (e é claro, a grande maioria de marcas argentinas), não têm mais os preços camaradas de antes. No melhor das hipóteses os preços estão iguais o Brasil. MAS, por via da curiosidade, se você se interessa por compras, recomendo:

 

Rua Alvear

 

Perto do Cemitério da Recoleta e do Buenos Aires Design, possui lojas mais pimps como Hèrmes e uma galeria chamada Promenade Alvear, com lojas de jóias e relógios como Rolex e Cartier, além de uma ótima loja de roupas de couro.

 

Pátio Bullrich

 

Perto da Rua Alvear fica esse pequeno e charmoso shopping, onde pode-se encontrar marcas como Diesel, Max Mara, Lacoste, La Martina, Osklen, Hugo Boss, Zara e assim vai. Para mais informações acesse aqui o site oficial. 

 

PALERMO

 

Pelas ruas lindinhas e arborizadas do Palermo Soho é possível encontrar as mais diversas lojas em meio a cafés e restaurantes com mesinhas ao ar livre. É um lugar muito agradável e aos sábados e domingos ocorre uma feira na Praça Serrano com vários designers independentes. Separei uma mini seleção de marcas argentinas interessantes: DelaOstia, Vitamina, Maria Cher, Ayres e Maquiavelo.

La Bombonera

 

Estádio do Boca Júniors (time de Maradonna), La Bombonera está para Buenos Aires assim como o Maracanã está para o Rio de Janeiro. Então, se você ama futebol, ou apenas é muito curioso, não deixe de visitá-lo! É possível passear pelas arquibancadas, entrar nos vestiários e conhecer o museu que conta a história do time. Fica em um bairro mais afastado (meio feio e perigoso também), chamado de La Boca, mas para quem gosta, acho que vale o esforço!

 

El Caminito

 

Localizado no bairro de La Boca e pertinho da La Bombonera, o chamado “Caminito” por muitos anos foi um lugar abandonado e esquecido, até que um grupo de moradores resolveu restaurá-lo. Hoje, o Caminito é uma ruazinha pequena, fofa, toda colorida, com restaurantes e lojas artesanais que atrai turistas e artistas de rua. Seu nome tem origem em uma música de tango, que inclusive tem sua letra gravada em algumas das paredes coloridas.

Puerto Madero

 

Puerto Madero é a região mais nova e moderna de Buenos Aires. Apesar de ter sido construído por volta de 1887 e ter sido um marco da engenharia na época, Porto Madero parou de funcionar apenas uma década depois e ficou em desuso até a década de 90, quando o governo da capital decidiu revitalizá-lo. Hoje, a área conta com alguns dos maiores arranha céus argentinos, hotéis luxuosos (como o Hilton e Faena), um cassino flutuante e ótimas opções de restaurantes e bares margeando o Rio de la Plata. Uma curiosidade interessante desse bairro, é o fato de todas as ruas terem nomes de mulheres famosas latino-americanas.

ONDE COMER E BEBER

 

Quando eu penso em culinária argentina me vem três coisas a cabeça: vinho, carne e alfajor. E QUE vinho, QUE carne, e QUE alfajor. Então regra número um: beba vinho, muitos! São baratos e excelentes; regra número dois: vá a um restaurante de carne e se lambuze; regra número três: prove os alfajooooores! Regras à parte, abaixo fiz uma lista com alguns restaurantes.

 

Primafila

 

Este restaurante fica dentro do Buenos Aires Design. Você pode escolher entre se sentar dentro do restaurante, ou nas mesas na varanda, ao ar livre. Os pratos são bem gostosos e bem servidos :)

 

Av. Pueyrredón 2501, Recoleta, Buenos Aires, Argentina

 

La Cabrera

 

Senhor! Esse restaurante me dá água na boca só de pensar nele! É bem turístico (praticamente só tem brasileiro na filha), e provavelmente você vai esperar um pouco para entrar, mas vale MUITO a pena! A carne é sensacional, os acompanhamentos também, se come bem e muito, e o preço é mais do que justo!

 

Jose Antonio Cabrera 5099‬ | ‪Palermo‬, Buenos Aires C14BGS, Argentina

Sucre

 

Tem que ir! Ambiente animado (toca uma música relativamente alta, mas da de conversar tranqüilamente), bonito (tem uma adega de vidro enorme no meio do restaurante), descontraído, ótimo atendimento e com comida mais que excelente, este restaurante nada mais é que considerado um dos 50 melhores restaurantes da América Latina (e ainda tem o preço razoável!). Na minha opinião (e da minha família) foi o melhor restaurante que fomos em Buenos Aires :) Só um detalhe: como o restaurante é mais animado e tudo mais, é muito mais recomendado ir a noite para jantar! Para reservas, acesse aqui o site oficial. 

 

Mariscal Antonio José de Sucre 676, Buenos Aires

Bar Camping

 

Localizado no terraço do Buenos Aires Design na Recoleta (perto do restaurante Primafila), este bar me lembrou os biergardens de Berlim (que eu amo!): grandes mesas e bancos de madeira compartilhados e espalhados, estilo self-service, cerveja artesanal, luzinhas penduradas, algumas opções de comidas e um sonzinho ambiente ao fundo. Ótimo para um fim de tarde de um dia ensolarado :)

Lo de Jesus

 

Por fim, queria dizer que não recomendo esse restaurante. É meio sujo, a comida demora e não é nem um pouco fora do normal, chegando alguns pratos a serem inclusive ruins (principalmente as massas). Sinceramente, quem consegue deixar um prato italiano, de massa, ruim?!

 

Gurruchaga 1406, Palermo, Buenos Aires 1414, Argentina

 

ONDE FICAR

 

Os três melhores bairros para se hospedar em Buenos Aires são sem sombra de dúvida a Recoleta, o Palermo Soho e Puerto Madero. A Recoleta e Palermo Soho são parecidos, com vários cafés, restaurantes, bares, feiras, lojas...enfim, tudo! A única diferença, ao meu ver, é o fato de a Recoleta concentrar a maioria dos pontos turísticos, enquanto o Palermo Soho é mais “ande por ai sem rumo e divirta-se”. Já Pueto Madero tem um conceito diferente: é uma região moderna, resumida a hotéis de luxo e restaurantes às margens do Rio de la Plata. Eu prefiro mil vezes Recoleta e Palermo Soho do que Puerto Madero, mas há quem diga o contrário. No fim, tudo é questão de gosto.

 

MAPA

Fim :)

Alguma dúvida ou comentário? Mande um direct!

  • Instagram

INSPIRE-SE

CARIBE
dicas de lugares incríveis no Caribe
ÁSIA
dicas de lugares incríveis na Ásia
AMÉRICAS
dicas de lugares incríveis nas Américas
ÁFRICA
Dicas de lugares incríveis na África
EUROPA
Dicas de lugares incríveis na Europa
ORIENTE MÉDIO
Dicas de lugares incríveis no Oriente Médio
Show More