Deserto do Atacama

Chile

Outubro/2018

Resumindo (para quem AINDA não sabe), o Deserto do Atacama é uma região no norte do Chile repleta de belezas naturais (únicas, diga-se de passagem). Tem como base a pitoresca cidade de San Pedro de Atacama, rústica, pequena, repleta de bares, cães e mochileiros.

1/2

Agora, vamos ao que interessa:

ONDE FICAR E QUANTOS DIAS

 

No mínimo 5 dias completos. E diria também que sete dias completos é mais do que suficiente.

 

Quanto as acomodações, San Pedro literalmente possui opções para todos os gostos e bolsos. Nós resolvemos no fim nos hospedar em dois lugares diferentes: o primeiro uma “cabana” roots e depois em um hotel mais “luxuoso”.

 

E minha conclusão foi de que, apesar de eu ter gostado muito dos dias na cabana  - tinha fogueira, rede, super aconchegante e até o banheiro tinha uma vista maravilhosa - eu dei graças a Deus quando trocamos de hotel e o outro tinha piscina. Fomos no verão, a tarde fazia muito calor, o sol do deserto é MUITO forte, e tudo que queríamos quando chegávamos de um passeio no meio da tarde, era um mergulho na piscina e uns bons drinks.

Acomodação "roots"

1/1

DICAS GERAIS

 

 

1. O aeroporto mais próximo é o de Calama (100km de San Pedro, estrada em excelente estado). Foi onde alugamos o carro.

2. San Pedro fica a 2.400 metros de altitude. Isso quer dizer que seu corpo pode ter certas reações ao nível inferior de oxigênio: tonturas, dor de cabeça, coração acelerado, sensação de falta de ar, etc. Tudo isso é normal. Porém, se os sintomas forem muito fortes, é bom procurar algum atendimento. De qualquer maneira, há formas de evitar ou pelo menos diminuir estas reações: beber muita água (em média três litros por dia), maneirar na comida e bebida alcoólica, e mastigar folha de coca. 

3. A metade dos passeios são em torno destes 2.400 metros de San Pedro, já a outra metade, são acima de 4.000 metros (os lugares mais bonitos, inclusive). Porém, como os efeitos da altitude demoram em média de 3 a 7 horas para se manifestarem, é bem possível que você não sinta diferença alguma (eu senti somente uma leve falta de ar).

4. Extremamente recomendável levar protetor solar, boné, óculos, manteiga de cacau e hidratante. É serio, eu sou muito acostumada com sol, mas lá é diferente.

 

5. Quanto aos passeios, a maioria das pessoas fazem com tour guiado: geralmente te pegam cedo no seu hotel e inclui café da manhã e almoço. MAS, como eu gosto de estar no controle das coisas, fizemos tudo por conta própria :) 

DICAS DE PASSEIOS

 

Como dito anteriormente, fizemos todos os passeios de carro, por conta própria, então irei contar como foi nossa experiência. Montei um roteiro básico com os destinos de menor altitude primeiro (devido a aclimatização, etc). Quanto ao tempo livre, ande pelas ruas de San Pedro, aproveite uma piscina, massagem…

 

Carro

 

Alugamos um 4x2. Tirando o Salar de Tara, todo o resto acho que daria de fazer com um carro normal. Única preocupação é com o pneu furar, há muitas pedras soltas. No Salar de Tara há grandes chances de atolar, subidas íngremes, etc.

Dia 1 

 

Laguna Chaxa

 

2.400m

63 km de San Pedro de Atacama. Grande parte da estrada asfaltada, outra parte médio.

 

Preço: 2.500 pesos

 

Possui banheiro e lugar para piquenique. 

 

Famosa por seus flamingos no amanhecer e fim de tarde. Achei mais bonita em foto do que ao vivo hahaha MAS, há de se considerar que fui no pôr do sol e a luminosidade atrapalhou um pouco, desconfio que no amanhecer seja mais bonito! De qualquer maneira, fica perto de San Pedro de Atacama, a estrada é ok, então vale.

1/1

Ojos del Salar

 

2.400m

30 km de San Pedro.

 

De graça. Sem infraestrutura. 

1/1

Laguna Cejar

 

2.400m

19 km de San Pedro de Atacama. Maioria da estrada é muito boa, porém uma parte é bem mais ou menos.

 

Possui banheiro, ducha e lugar para piquenique.

 

Preço: 15.000 pesos

 

Três lagoas onde somente pode mergulhar um uma. A lagoa tem alta concentração de sal, então você bóia :)

Vale a pena? É bem perto da cidade, a estrada é tranquila, é legal boiar e as montanhas ao fundo são lindas. Então, vale.

1/1

Dia 2

Lagunas Escondidas de Baltinache

 

2.400m

 

57 km de San Pedro de Atacama. Sendo que 42 km deste trajeto é feito em uma estrada muito ruim, cheia de pedras e costelas. Tomando muito cuidado, demoramos 1h20 para percorrer os 42 km.

 

Tem banheiro e ducha.

 

Preço: 5.000 pesos.

 

São sete lagoas de sal onde é permitido mergulhar somente na primeira e última. Tem a mesma quantidade de sal da Laguna Cejar, então voce bóia e tudo mais, que nem no mar morto. Uma curiosidade é que elas não são naturais! Toda essa região é/era um salar, e ao realizar perfurações em busca de lítio, uma mineradora acabou “criando” essas lagunas.

 

Vale a pena? Bem, sendo bem sincera, levando em consideração o tempo para chegar até lá e o risco de furar o pneu, não achei que vale muito hahah só achei uma lagoa bonita e ao todo é mais impressionante em foto do que ao vivo.

1/1

Magic Bus

Jááá o Magic Bus é sensacional. Mas o que é isso?! Bem, é um ônibus escolar abandonado no meio do Deserto do Atacama. O que tem de mais? É um lugar ímpar, sem turista, sem barulho, sem cobrança de valores, sem regras. Você pode gritar, correr, subir no teto, fazer piquenique, beber, ver as estrelas ver a lua nascer, dormir lá se quiser...

1/1

Dia 3

 

Piedras Rojas 

 

4.200m

 

151 km de San Pedro. Estrada toda asfaltada.

 

O passeio mais bonito com certeza. O caminho é lindo, Piedras Rojas é Maravilhoso e as Lagunas Altiplanicas também não deixam nada a desejar!

 

Piedras Rojas estava fechada por conta de um brasileiro que fez kitesurfe no local sem permissão, mas já está liberada. Ainda assim, muitos tour guiados não levam até lá.

 

De graça. Não há qualquer infra estrutura. Sopra um vento MUITO forte, recomendo levar touca!

1/1

Lagunas Altiplanicas (Miscanti e Miñiques)

 

4.200m

 

111 km de San Pedro. Grande parte do trajeto no asfalto, pequena parte em areia/terra batida.

 

Preço: 3.000 pesos

 

Há infraestrutura, banheiro, lugar para piquenique. 

 

Duas lagoas lindas no pé do Vulcão Lascar. Inclusive, se quiser se hospedar dentro do parque, há uma cabana para três pessoas disponível para aluguel! Só perguntar na entrada do parque. 

Dia 4 

 

Guatín + Pueblo Machuca + Lagunas pelo caminho

 

4.000m

 

Neste dia, se você quiser, também dá de acrescentar os Geisers de manhã cedo! 

 

Resolvemos tirar um dia para andar de carro meio que sem rumo, acabamos visitando Guatín, Pueblo Machuca, algumas lagunas pelo caminho e MUITOS animais. Resumindo, Guatín é um pequeno vilarejo com um rio e cactos grandes, Pueblo Machuca é outro vilarejo, a 4.000m metros que tecnicamente só abre suas portas no horário que os tours passam por ali depois de visitar os Geisers (por volta das 10:30am), tem uma igrejinha fofa. Pelo caminho vimos lindas paisagens, lagunas e muitos animais selvagens. Quanto a estrada, grande parte asfaltada, pouca parte em chão batido.

1/1

Dia 5

 

Salar de Tara

 

4.200m

 

Mais ou menos 150 km de San Pedro de Atacama.

 

De graça.

 

Esse era o único passeio que chegamos a cogitar contratar um tour. As razões eram muitas: parte significativa do trajeto era totalmente off road (sem estrada, placas, etc), é totalmente isolado (ou seja, furou pneu, atolou, pode esperar horas até alguém passar por ali), não há sinal de celular, perto da fronteira com a Bolívia (o Deserto do Atacama serve de rota para traficantes da Bolívia) e estávamos totalmente sozinhos :) MAS, um pouco de aventura as vezes não faz mal, E, eu acho que as pessoas exageram muito na maioria das vezes. Então lá fomos nós. Conclusões:

 

1. Realmente há partes somente com marcas de pneus aleatórios, mas é só seguir o bom senso E a bolinha azul do GPS não parou de funcionar, sempre indicando onde estávamos e a direção que estávamos indo.

2. Bem recomendado ir de pelo menos um 4x2, quase atolamos duas vezes.

3. Tomar cuidado com pedras para não furar o pneu.

4. Não me senti insegura em nenhum momento.

5. VALE A PENA.

1/1

Dia 6

 

Valle de la Luna + Tour Astronômico 

 

Literalmente do lado da cidade de San Pedro de Atacama. Há quem inclusive visite o Valle de la Luna de bicicleta. Resumidamente, você vai andando de carro, parando para visitar cavernas, dunas, grutas, mirantes, etc. Fim de tarde fica lotado. Todos querendo/lutando para ver o pôr do sol na pedra do Coyote. Como eu não sou muito fã de aglomerados, resolvemos visitar o Valle de La Luna pela manhã e ver o pôr do sol em um mirante logo acima do Valle de la Luna que fica no meio da auto estrada.

 

Por curiosidade, o Valle de la Luna é totalmente arquitetado pela natureza, seus ventos e mudanças de temperatura. 

 

Preço: 2.500 pesos pessoa

 

Quanto ao tour astronômico, há duas empresas principais que fazem este “passeio”: SPACE e Alarkapim. Pelas descrições, o primeiro sendo mais científico e com mais pessoas, e o segundo um pouco mais místico, menor e com um telescópio mais potente, resolvemos pelo segundo. No fim, o mais legal foi ver a lua tão de perto (inclusive essa foto abaixo foi tirada com meu próprio celular no telescópio) e os Anéis de Saturno! Preço? 25.000 pesos por pessoa, incluindo um café/chá e um brownie maravilhoso.

1/1

1/1

RESTAURANTES/BARES

 

Bem, apesar de muitas opções, somente 4 lugares chamaram minha atenção:

 

La Estaka

 

Melhor dos restaurantes que comemos, prove o Camarão ao Curry Equatoriano.

 

Baltinache

 

Segundo melhor. Você paga um preço fixo e recebe entrada, prato principal e sobremesa. O cardápio muda diariamente e fazem uso de ingredientes locais.

 

Bar Ayllu

 

Quer tomar uma cerveja? Comer um bom hambúrguer? Quem sabe uma carne de Lhama? Escutar uma música ao vivo…

 

Adove

 

Gostosinho. Acendem uma fogueira no jantar e geralmente tem música ao vivo.

 

Fim :)

Alguma dúvida ou comentário? Mande um direct!

  • Instagram

INSPIRE-SE

CARIBE
dicas de lugares incríveis no Caribe
ÁSIA
dicas de lugares incríveis na Ásia
AMÉRICAS
dicas de lugares incríveis nas Américas
ÁFRICA
Dicas de lugares incríveis na África
EUROPA
Dicas de lugares incríveis na Europa
ORIENTE MÉDIO
Dicas de lugares incríveis no Oriente Médio
Show More