Dubai

Emirados Árabes Unidos

Fevereiro/Março 2013

Dubai

QUANTOS DIAS E ONDE FICAR EM DUBAI

 

Três noites (recomendo 4 ou 5 noites) – Radisson Blu Hotel, Dubai Media City (ótimo hotel, excelente café da manhã, perto da Dubai Marina, possui cortesia para uma praia em um clube particular na The Palm Jumeirah)

 

A CIDADE

 

Dubai, a cidade que em três décadas transformou-se de um vilarejo no meio do deserto em uma das 10 cidades mais visitadas do mundo. Em cima das areais do deserto, onde apenas circulavam camelos, hoje encontra-se inúmeros prédios futuristas, primeiro hotel sete estrelas do mundo (sim, existem outros), ilhas artificiais, luxo, maior shopping do mundo, um dos maiores skis indoor do mundo (e estão construindo outro, para bater o recorde que ainda não é deles!), um dos maiores aquários do mundo, maior fonte dançante do mundo, prédio mais alto do mundo, restaurante mais alto do mundo...parece que tudo por lá já bateu algum recorde! Mas não vá com a idéia de que “Dubai é a Las Vegas do Oriente Médio”, já que bebidas alcoólicas (falo mais sobre isso daqui a pouco!) e jogo são proibidos, beijar em público e qualquer outra demonstração de afeto também. Ou seja, vá com calma e segura a loucura para outro lugar! Também não vá achando que em Dubai você vai se sentir na Arábia e tudo mais como Marrocos, Egito ou Jordânia por exemplo...nada disso! Se você ignorar as vestimentas do povo (que cá entre nós é difícil de ignorar já que muitas mulheres cobrem até os olhos e os homens usam uma bata – igual vestido - branca), parece mais é que você está nos Estados Unidos ou algo assim. Eu digo até que Dubai é uma cidade sem alma: tem todo aquele luxo e grandiosidade, mas falta algo...falta alma! Sem contar que a cidade é virada em avenidas. Não se iluda, você não consegue andar de um local para o outro, por que terá uma larga e longa avenida no meio, um sol forte, e nenhuma árvore para deixar o “passeio de 15 minutos” mais agradável. Dica: use o taxi, sempre.

UM POUCO DE HISTÓRIA

 

O emirado de Dubai é uma monarquia absoluta, sendo governada pela família Al Maktoum a quase 200 anos! Pode-se dizer que Dubai começou a se desenvolver com a descoberta do petróleo em 1966. A população cresceu mais de 300% em menos de 10 anos nesta época, em sua grande maioria estrangeiros. Porém, apesar de o petróleo ter dado um belo de um empurrão, hoje corresponde a apenas 4% do seu PIB, sendo que o resto é proveniente principalmente do turismo, comércio e do setor imobiliário. Para você ter idéia de como tudo isso é muito recente, os Emirados Arabes Unidos só se formaram em 1971, estabelecendo Abu Dhabi como sua capital.

 

RELIGIÃO

 

Apesar de a religião oficial dos Emirados Árabes Unidos ser o islamismo (e como se sabe, eles são bem radicais quando o assunto é religião), é permitido que outros grupos religiosos tenham suas próprias casas de culto, MAS, tentar converter alguém ou distribuir material religioso é estritamente proibido, penalizado com prisão e/ou deportação. Com certeza você verá alguma Prayer Room (tem até no Dubai Mall) em Dubai, que nada mais são que espaços especialmente reservados para as rezas obrigatórias do islamismo. Ao todo, eles rezam cinco vezes ao dia, e apesar de poder realizar a reza em qualquer lugar (desde que seja limpo e virado para Meca), existem essas salas especiais espalhadas por todos os prédios e construções. Como eu disse anteriormente, a religião é algo muito importante para os mulçumanos e praticada rigorosamente. Então, apesar de Dubai ser um pouco mais “liberal” e “ocidentalizada”, não se esqueça que você está em um país mulçumano, e principalmente que você está no país deles e não no seu, portanto respeite os costumes e as regras!

 

REGAS E DICAS IMPORTANTES

 

1. Evitar sentar-se com as solas dos pés apontando na direção de alguém, isso é considerado ofensivo.

 

2. É Proibido fotografar mulheres e edifícios governamentais. Fotografar homens, somente com autorização dos mesmos.

 

3. Bebidas alcoólicas somente são vendidas em lugares licenciados, normalmente em bares e restaurantes dentro de hotéis. Portanto beber em qualquer outro lugar e principalmente na rua é estritamente proibido. Lembre-se: o islamismo proíbe a ingestao de bebida alcoólica. Ou seja, eles já estão sendo legais de vender bebidas para os turistas :)

 

4. Mulheres: em relação as roupas, você não precisa se vestir que nem as muçulmanas, mas tente não usar shorts curto, decotes e roupas indecentes. É ofensivo para eles, e você também não vai se sentir bem com as olhadas (além de ser proibido).

 

5. Embriaguez e demonstrações de afeto em público são proibidos e ilegais.

 

6. A homossexualidade também é ilegal e punível com prisão.

 

7. A melhor época para visitar Dubai é no inverno, entre novembro e abril. Mas se você é louco por compras, em janeiro e fevereiro acontece o Dubai Shopping Festival, o que significa que Dubai está em promoção, com descontos até 70%.

 

8. Antes de programar sua viagem a Dubai, certifique-se de que você não está indo na época do Ramadan. Infelizmente o Ramadan segue o calendário lunar, e nunca cai no mesmo mês. Esse período é sagrado, e durante cerca de 29, 30 dias eles só comem antes do nascer do sol e depois que ele se põe. Durante o dia não se pode consumir nada, nem água. É de se imaginar que o clima da cidade fica meio estranho, então evite!

DOCUMENTAÇÕES E MOEDA

 

Para informações sobre documentações e moeda, acesse aqui o post geral sobre a viagem.

 

DICAS DO QUE FAZER EM DUBAI

 

PARTE HISTÓRICA

 

Bairro Deira

 

Este bairro fica mais afastado, longe dos prédios gigantes e avenidas largas de Dubai. Se você tem curiosidade de saber como era Dubai antes de se tornar uma das cidades mais visitadas do mundo e ter um pouco de contato com suas raízes históricas e culturais, o bairro Deira e a região em volta do Creek é o que você está procurando :) Ainda hoje, dhows (embarcacoes de madeira) levam e trazem mercadorias de inúmeros países vizinhos, como Índia e Iraque, e os tão famosos souks – Gold Souk (ouro, diamantes, esmeraldas, pérolas e outras jóias), Spice Souk (ervas, pimentas, temperos), Fish Souk (interessante/nojento) - ainda estão espalhados por este bairro, praticamente um ao lado do outro. Talvez seja caótico e dispensável para alguns, e talvez interessante e engraçado para outros. É questão de gosto e interesse. Mas uma coisa é certa: os vendedores são muuuito chatos e sempre abaixam o preço. Dica: negocie!

 

Para chegar a este bairro você tem duas opções: pegar um taxi; ou, mais recomendável e legal: pegar um barquinho de madeira que cruza o Creek em 10 minutos e custa em torno de 0,50 centavos. Assim, você pode dar uma volta pela região em volta do Creek e Bastakiya, antes ou depois de conhecer a Deira :)

 

Horários: Todos os dias 07:00 – 12:00 |17:00 19:00. Sexta-feira só abre a tarde.

Deira dubai

Souk Madinat Jumeirah

 

Este souk, fica em um dos luxuosos resorts de Dubai, o Madinat Jumeirah. Na realidade o “souk” do Madinat recria uma cidade árabe, seus antigos mercados e construções. Tudo foi feito minuciosamente para os turistas se sentirem na arábia: aromas, sons e bazares em meio a ruazinhas que ainda contam com ótimas opções cafés, restaurantes e lojas. É artificial, claro, mas interessante, e bem menos sujo e caótico que as verdadeiras souks!

Bastakiya

 

Do outro lado do Creek (em relação a Deira), fica este quarteirão, chamado de Bastakiya. Provavelmente construído no século XIX por antigos mercadores persas, esta área possui diversas construções históricas de cor amarelada que hoje abrigam cafés, restaurantes, galerias de arte, museus, pousadas, lojas, em meio a um labirinto de becos e ruelas. Dá a sensação de estar em uma mini cidade árabe. Sem dúvidas é um local intrigante, diferente.

Bastakiya Dubai
Bastakiya Dubai
Bastakiya Dubai

Safari no Deserto

O safari para o deserto sempre segue um roteiro: você vai até o deserto em uma 4x4, da uma volta “radical” pelas dunas, para por uns minutos ao pôr do sol para tirar umas fotos e então é levado até um acampamento beduíno no “meio” do deserto. Na parte de fora desta espécie de tenda você pode andar de camelo, fazer sandboard, tirar foto com um falcão no braço (pago à parte), ou andar de quadriciclo (pago à parte). Já dentro do acampamento têm algumas barracas de bebidas e comidas (o milho com sal e pimenta é muito bom!), roupas tipicas para tirar fotos e umas mulheres fazendo pintura de henna. À noite ocorre um show de danças com buffet livre de comida árabe.

 

Como as vezes lendo certos anúncios a gente meio que viaja e imagina coisas que estão bem longe da realidade, para você não se decepcionar tanto como eu, vamos a alguns detalhes: o deserto é pertinho da cidade (lógico, afinal Dubai foi construída no meio do deserto), então não passa muito a sensação de estar “no meio do deserto”; o passeio de camelo é meio sem graça, já que tem uma fila enorme e somente dá uma voltinha rápida com um guia segurando (ok, é legal mesmo assim haha); as duas pranchas de sandboard disponíveis estavam quebradas; para andar de quadriciclo tem uma área quadrada pré determinada, e é bem pequena; o buffet é meio nojento, por que tem muita gente e ninguém liga para as moscas (acabamos não comendo). Outro ponto importante: não acho que valha a pena pagar pelo tour exclusivo, mesmo por que a única exclusividade é ser pego no seu hotel em um carro separado e não precisar esperar em uma fila na hora de ir embora.

 

No fim, ainda não decidi se o passeio vale ou não a pena. Mas acredito que se você for relaxado e preparado, a parte artificial e turista demais passe despercebida e o passeio possa ser divertido! 

Safari Deserto Dubai
Safari Deserto Dubai
Safari Deserto Dubai
Safari Deserto Dubai
Safari Deserto Dubai
Safari Deserto Dubai
Safari Deserto Dubai
Safari Deserto Dubai
Safari Deserto Dubai
Safari Deserto Dubai
Safari Deserto Dubai
Safari Deserto Dubai

PARTE MODERNA

 

Dubai Mall

 

Este é o famoso maior shopping do mundo que possui um dos maiores aquários do mundo, e que fica do lado do prédio mais alto do mundo e da maior fonte dançante do mundo. Só isso. Ele possui 1220 lojas, 150 restaurantes e seu tamanho é comparado a 200 campos de futebol. 

 

Prós: é realmente gigante; com certeza a marca que você esta procurando vai estar lá; é interessante o contraste do capitalismo extremo com os árabes vestindo burcas que tampam até os olhos (aliás, sapatos e bolsas são o que as árabes esbanjam, pois são as únicas coisas que aparecem); não é lotado (ou é tão grande que o pessoal fica dissipado); o aquário é muito legal :)

 

Contras: é um shopping (não sou muito fã de shopping), é fechado (amo ar livre), e os restaurantes dentro dele (pelo menos o Outback) não vendem bebidas alcoólicas.

 

Dubai Aquarium

 

Dentro do maior shopping do mundo fica o Dubai Aquarium, com 10 milhões de litros, abriga mais de mais de 33 mil animais de 140 espécies diferentes. Você pode visitá-lo, é claro, e existem diversos tipos de tickets que englobam diferentes tipos de tours. O tour mais simples custa EAD 70 para maiores de 12 anos e AED 55 para crianças entre três e doze anos. Se você for mais aventureiro, dá até para nadar com os tubarões!

 

Horários: 10:00 AM – 00:00 AM | Domingo a Quarta. Quinta a Sábado fecha 01:00 AM.

Acesse aqui a página oficial e reserve seus tickets online :) 

Dubai Fountain

 

É claro que na frente do prédio mais alto do mundo e do lado do maior shopping do mundo, teria que haver a maior fonte dançante do mundo! Cerca de um milhão e meio de fontes iluminadas, instaladas em um lago artificial de 12 hectares, dançam ao ritmo de músicas tanto árabes como internacionais, tendo ao seu fundo o Burj Khalifa. É meio que imperdível! Recomendo inclusive estender uma janta em um dos restaurantes com mesas ao ar livre nas margens da fonte :)

 

Burj Khalifa

Com 828 metros de altura (sério, é quase um quilômetro gente!), 163 andares, 57 elevadores, o Burj Khalifa não é só o prédio mais alto do mundo, como o com maior número de andares, mais alto mirante ao ar livre (148º andar), mais alta mesquita (158º andar), boate mais alta (144º andar) e o elevador mais rápido (64 km/h)! Dentro dele existem hotéis, apartamentos residenciais (imagina morar no Burj Khalifa), restaurantes, boates, mesquitas...é quase uma cidade lá dentro! E ainda tem mais: se todo o aço utilizado para construir o Burj Khalifa fosse colocado no chão, ligado de ponta a ponta, daria nada mais, nada menos que ¼ de volta no planeta (Dos Estados Unidos até o Oriente Médio por exemplo)! Para visitar o prédio mais alto do mundo você tem várias opções: se hospedar no Hotel Armani, fazer uma reserva em algum restaurante ou comprar um ticket para ir a um dos observatórios (sim, tem dois), o At the Top (124º andar) ou o At the Top Sky (148º andar)

 

Horários Observatórios: Todos os dias das 08:30 até 00:00.

Preços Observatórios: At the Top | De 125 a 300 AED (adultos) - At the Top Sky | De 300 a 500 AED (adultos)

 

Clique aqui para mais informações sobre os tickets. 

Ski Dubai

 

Dentro do Mall of the Emirates, com 22.500 metros cubicos cobertos de neve durante o ano todo, a Ski Dubai é um dos maiores complexos de esqui indoor do mundo. Ao todo, são cinco pistas com diferentes níveis de dificuldade, sendo que a mais longa possui 400 metros de comprimento. Acho uma atração desnecessária, nem se compara com uma montanha de neve de verdade ao ar livre, mas há quem se anime! Há várias outras atrações no complexo, além do esqui em si, e o preço varia entre AED 150 e AED 500. Para acessar mais informações e horários, clique aqui

 

City Walk

 

No coração de Jumeirah, a 10 minutos de carro (não tente ir a pé!) do Dubai Mall fica a City Walk: uma área com cerca de 13 mil metros quadrados, ao ar livre (!), com lojas, cafés, restaurantes e afins ao longo de calçadões arborizados. Dizem seus criadores que o objetivo é imitar as ruas européias...de qualquer maneira, é muito bom ver crescerem as “áreas andantes ao ar livre” em Dubai!

 

Dubai Marina

 

Não deve ser surpresa, mas a Marina de Dubai é a maior marina do mundo. O que na realidade surpreende mais, é o fato de que todo o canal da maior marina do mundo é artificial, ou seja, feita pelo homem. Tudo bem que Dubai inteira é artificial, mas...mesmo assim! Vários prédios residenciais e alguns famosos de Dubai ficam nesta área, com destaque para a Cayan Tower, que para mim é o prédio mais sensacional! Ele tem 80 andares e gira 90 graus desde o térreo até o topo, a 306 metros de altura! Parece que o prédio foi torcido que nem pano molhado. Sério, esse prédio é demais, arquitetos e engenheiros devem ficar loucos! Prédios torcidos a parte, bares, restaurantes e lojas margeiam a marina. Aviso: os bares e restaurantes não vendem bebidas alcoólicas. 

Dubai Marina
Dubai Marina
Dubai Marina
Dubai Marina

The Walk

 

É no Jumeiraj Beach Residence (apenas a poucos passos da Dubai Marina) que fica o The Walk, um famoso e movimentado calçadão com diversos cafés, restaurantes e lojas. Tudo isso a poucos metros das águas do Golfo Pérsico.

The Palm Jumeirah

 

Esta é a tão famosa ilha artificial feita em forma de palmeira :) Tem mais de quatro quilômetros de extensão, possuindo residências luxuosas, marinas particulares, resorts megalomaníacos (o resort Atlantis The Palm fica aqui) e praias cristalinas ao longo de seus “troncos e folhas”. Para se ter uma idéia da grandeza da ilha, reza a lenda que, a quantidade de areia e pedras utilizadas para a sua construção seria suficiente para construir um muro de mais de dois metros de altura ao redor do mundo. Aham.

Praia Dubai

Burj Al Arab

 

Inaugurado em 1999, o Burj Al Arab é um dos únicos hotéis sete estrelas do mundo, um dos símbolos de Dubai, e até 2007 possuía o título de hotel mais alto do mundo. Edificado sob uma pequena ilha artificial no meio do mar construída só para ele, este prédio em forma de vela de barco possui 60 andares, sendo que cada andar possui uma recepção própria, além de cinco funcionários a disposição de cada suíte; Não é à toa que este é o hotel mais caro e luxuoso de Dubai.

Burj Al Arab Dubai

Vôo cênico

 

Está ai uma excelente idéia de passeio para se fazer em Dubai! Você pode escolher entre voar de helicóptero ou avião, com preços a partir de 250 AED para um vôo de 45 min ou 1 hora. OOU, você pode também fazer um vôo em um balão ou pular de paraquedas! Imagiiina ver tudo aquilo do céu! Meu pai não deixou eu pular de paraquedas, infelizmente, mas um dia eu ainda faço (é mais seguro que mergulhar de cilindro)!

 

RESTAURANTES E BARES EM DUBAI

 

Como dito no começo do post, é estritamente proibido o consumo de álcool em Dubai. Porém, os não-muçulmanos estão autorizados a consumí-lo em locais licenciados (leia-se: hotéis). Por esse motivo, a maioria (e diga-se de passagem, os melhores) bares e restaurantes de Dubai estão localizados dentro dos inúmeros hotéis existentes na cidade, assim os turistas podem relaxar e tomar uma birita a vontade :) E lembre-se: é sempre bom fazer reserva antes! Então, Dubai conta com INÚMERAS opções de bares e restaurantes. Recomendo inclusive acessar o Time out Dubai onde você pode procurar restaurantes por tipo de cozinha, localização e faixa de preço :) Abaixo eu separei alguns:

 

At.Mosphere – Localizado no 122º andar do Burj Khalifa, é o restaurante mais alto do mundo. Seu preço equivale a sua altura, então se você não quiser gastar rios de dinheiro, recomendo reservar o chá da tarde: mais barato que o observátorio e ainda ganha um chá e petiscos de “brinde” :) Clique aqui para acessar o site.

 

Toro toro – Excelente restaurante de tapas! Clique aqui para acessar o site.

Buddha Bar Dubai – Com o famoso Buda gigante em seu interior, o Buddha Bar funciona como restaurante, bar e lounge. É bem animado e serve comidas chinesas, japonesas e tailandesas. Clique aqui para acessar o site.

 

Nobu – Famoso restaurante japonês. Clique aqui para acessar o site.

 

Pierchic – Está localizado em um deck no meio do mar do Golfo Pérsico, e serve deliciosos pratos de frutos do mar.

 

Bab Al Shams – Este exótico restaurante fica em um hotel no meio do deserto. Ele recria um cenário tipicamente árabe, com buffet e apresentações exóticas locais. Infelizmente não deu tempo de ir, mas acredito que seja uma experiência no mínimo excêntrica! Clique aqui para acessar o site.

 

Às margens da fonte em frente ao Burj Khalifa, a região da Dubai Marina e The Walk também têm ótimas opções de cafés e restaurantes. Lembrando que nestes cafés e restaurantes não vendem bebidas alcoólicas. :)

 

ONDE FICAR EM DUBAI

 

Assim como restaurantes, o que não falta em Dubai são opções de hospedagem: Armani Hotel, Madinat Jumeirah, One & Only The Palm Dubai, Burj Al Arab e assim vai. Recomendo escolher um hotel em uma das seguintes regiões: Dubai Marina, The Walk, Palm Jumeirah ou Downtown Dubai. Algumas outras opções são o The Palace Downtown Dubai e o Grosvenor House.

 

MAPA

Fim :)

Alguma dúvida ou comentário? Mande um direct!

  • Instagram

INSPIRE-SE

CARIBE
dicas de lugares incríveis no Caribe
ÁSIA
dicas de lugares incríveis na Ásia
AMÉRICAS
dicas de lugares incríveis nas Américas
ÁFRICA
Dicas de lugares incríveis na África
EUROPA
Dicas de lugares incríveis na Europa
ORIENTE MÉDIO
Dicas de lugares incríveis no Oriente Médio
Show More